sábado, 30 de julho de 2011

Pai ta demorando...

O caminho do SENHOR é fortaleza para os íntegros, mas ruína aos
que praticam a iniqüidade.
Provérbios 10:29

Precisamos aprender com as lições sobre o erro de Saul! Precisamos aprender as lições de Deus sobre a nossa vida, para não errarmos! Ao contrário do ditado “é errando que se aprende”, pois vejo nele um incentivo e uma desculpa para se cometer o pecado, quando a Palavra de Deus nos orienta a buscar o caminho do Senhor.


Provérbios 21:11 Quando o escarnecedor é castigado, o simples se torna sábio; e, quando o sábio é instruído, recebe o conhecimento.


Quando passamos por opressões as nossas reações são diversas, umas delas é ficarmos paralisados, outra seria buscar outras alternativas das quais Deus não aprova, como no caso de Saul. Outra, ainda é seguir a Palavra de Deus e esperar confiantemente nele. A opressão é terrível, pois sempre acompanha um senso de “urgência”, embora falsa urgência, acaba deixando aquele que por ela passa, quase doido!


Eclesiastes 7:7 – “Verdadeiramente, a opressão faz endoidecer até o sábio, …”


A reação de Saul, segundo a Palavra de Deus, foi um ato de loucura, “Então Saul disse aos seus auxiliares: “Procurem uma mulher que invoca espíritos, para que eu a consulte”.


Invocar espíritos, é um ato encontrado em muitas religiões. Ou, nos atos de lembrarem dos seus mortos, dos seus pais, ou dos seus ancestrais. Fazer homenagens à eles é o mesmo que cultuar. Nos cultos solenes, sempre a invocação faz parte.


Não era novidade para Saul. Ele tanto sabia que era errado que no verso 8, ele foi se encontrar com a tal necromante disfarçado, pois em tempo anterior, ele mesmo combateu tal prática! “Saul então se disfarçou, vestindo outras roupas, e foi à noite, com dois homens, até a casa da mulher.” Este sentimento e sua consciência que está fazendo algo de errado, acontece ou já aconteceu com você também, não foi? Nos escondemos. Eu me lembro de uma pessoa que tinha que mudar de rua, de tanta vergonha do que havia feito!


No Egito antigo, de onde os judeus viveram por quatrocentos anos, era muito comum. No tempo de Isaías, o costume ainda permanecia, por tão grande influência. E, agora me diga, não é estranho algumas “orações fortes” realizadas em algumas igrejas, hoje? São verdadeiros “passes” realizados por influência destes antigos costumes, e rejeitados pelo nosso Deus!


“Os egípcios ficarão desanimados, e farei que os seus planos resultem em nada. Depois eles consultarão os ídolos e os necromantes, os médiuns e os adivinhos, então eu entregarei os egípcios nas mãos de um senhor cruel, e um rei feroz dominará sobre eles”, anuncia o Soberano, o SENHOR dos Exércitos.” – Is 19.3-4.


O povo de Israel foi instruído por um Moisés, preocupado com a imitação da prática das nações vizinhas:


“Não vos voltareis para os que consultam os mortos nem para os feiticeiros; não os busqueis para não ficardes contaminados por eles. Eu sou o Senhor vosso Deus.”- Lv 19.31


“Quanto àquele que se voltar para os que consultam os mortos e para os feiticeiros, prostituindo-se após eles, porei o meu rosto contra aquele homem, e o extirparei do meio do seu povo.” - Lv 20.6


Mas, é possível retroceder, voltar atrás! Rejeitar estes costumes para as nossas vidas. Não importa em que estágio esteja vivendo, saia fora dessa situação! Mude o rumo!! Mude agora, dá tempo …


“A mulher, porém, lhe disse: “Certamente você sabe o que Saul fez. Ele eliminou os médiuns e os que consultam os espíritos da terra de Israel. Por que você está preparando uma armadilha contra mim, que me levará à morte?”


Temos um minuto, antes da decisão. Era a hora para ele parar, se dar conta do erro e retroceder. A mulher deu até uma oportunidade para isto. Saul teve a oportunidade de retroceder (quando a mulher tentou se esquivar), mas ele preferiu seguir no seu intento.


Quantas vezes também, na hora do pecado, temos oportunidade de parar, mas não paramos. Devemos ver as conseqüências do que estamos fazendo, mesmo nos assuntos de natureza espiritual. No caso do adultério, ele não acontece numa fração de segundos. Há uma seqüência própria, de mentiras, subterfúgios…


Muitos me dizem: “Há, pastor, sabe como é que é, a carne é fraca …”


O verso não admite pecar por ser a “carne fraca”, mas admite não pecar e sim utilizar das grandes armas que temos, na hora em que estamos prestes a entrar em tentação, que é “vigiar” e “orar”.


Mateus 26:41 Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.


Quando me dizem: “Há pastor, eu não tinha outra alternativa, a tentação era mais forte do que eu”, sempre respondo: É MENTIRA DE SATANÁS PLANTADA NA SUA MENTE!!!


1 Coríntios 10:13 Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.


Tão firme estava no seu desejo de pecar que Saul chegou a jurar (algo sagrado àquela época) pelo Senhor para levar a mulher a cometer o pecado da necromancia. v. 10.


Aqui ele já estava totalmente envolvido pelas artimanhas do diabo.


Esta é uma especialidade de Satanás!!!


“O deus desta era cegou o entendimento.” – II Coríntios 4:4


Quando Deus fez silêncio, Saul não teve a humildade de perguntar por quê?


Não persistiu em continuar buscando ouvir a sua voz. Ele decidiu buscar apoio nas portas do inferno. Gerenciando seu próprio pecado e fracasso.


Salmo 119:80 Que eu obedeça completamente aos teus mandamentos e não sofra a vergonha do fracasso!


En-Dor era uma cidade que conseguira escapar à ordem de Saul quanto a sentença de morte aos adivinhos. A mulher resistiu porque conhecia a Lei e o decreto do próprio Saul. Saul queria ouvir a voz de Samuel, que o ungira rei no passado. Pela feitiçaria, seu desejo foi atendido.


O diabo tem poder para seduzir…


Veja a exortação de Paulo: “Algumas, na verdade, já se desviaram, para seguir a Satanás.”- I Timóteo 5:15


Algumas pessoas desavisadas como Saul, brincam com o Nome de Deus!


“Saul jurou-lhe pelo SENHOR: “Juro pelo nome do SENHOR que você não será punida por isso”. (v.10)


Nunca brinque com Deus, nunca brinque de ser crente, isto é coisa muito séria! Tão firme estava no seu desejo de pecar que Saul chegou a jurar (algo sagrado àquela época) pelo Senhor para levar a mulher a cometer o pecado da necromancia v. 10.


Siga firme com Deus. Não precisamos ter medo da força das trevas.


“O Senhor me livrará de toda obra maligna e me levará a salvo para o seu Reino celestial. A ele seja a glória para todo o sempre. Amém.” – II Timóteo 4:18


Se nós estamos nas mãos de Deus, não precisamos temer a feitiçaria. Não faz sentido ter medo de “trabalhos” feitos contra pessoas ou instituições. Esses trabalhos não podem tocar nos ungidos (seus filhos) de Deus.


Muitos esperam orações diferentes! Coisas mirabolantes! Campanhas do Milagre da água do poço do fundo da igreja santa! Pare com isso! Pare de buscar soluções mirabolantes!! Por favor não anule a cruz de Cristo!!


“Quando Saul viu o acampamento filisteu, teve medo; ficou apavorado.” V.5


A busca de soluções mirabolantes é decorrente do medo e do pecado. Gera-se um terrorismo. Desencadeiam ações de feitiçaria, até mesmo dentro da igreja!


Uma pessoa com medo faz até o que não quer. Entra em contradição. Olhe só para Saul, que revogou um decreto dele mesmo: desterrando “a necromante” no reino: v. 3. Se expondo ao ridículo. Como, por exemplo, vestir disfarces: v. 8. Se descontrolando. Muito, por decorrência do silêncio de Deus: v. 6.


Muitas vezes carregados de culpa, como Saul, destruímos os recursos que o Senhor já nos tem dado. Comendo a semente que deveríamos plantar, demonstrando o nosso desespero! Nós também podemos apelar para saídas/soluções fora de nossas convicções, como Saul o fez (v. 7), já que ele tinha desterrado esses “profissionais das trevas” para uma cidade ao norte do reino (En-Dor).


A propósito, há sempre pessoas dispostas a ajudar os outros a cair no buraco: E pior, estas pessoas podem estar bem próximas a nós. Como no caso de Saul, era um dos seus homens mais chegados.


“Então Saul disse aos seus auxiliares: “Procurem uma mulher que invoca espíritos, para que eu a consulte”. Eles disseram: “Existe uma em En-Dor”.” v. 7


“Existe uma!” Exclamou rapidamente um dos braços direitos de Saul!


Como ele sabia que ainda existiam pessoas assim no Reino? Certamente porque era cliente dela.


Desde sempre, há alguém propondo alguma coisa. Há sempre alguém se dispondo a apoiar essas coisas e mesmo a fazer algo para viabilizar esse apoio. Há sempre gente disposta a lhe levar a uma profetisa, como se Deus a ela desse o seu conselho (por que não diretamente a você?).


Há sempre gente disposta a te levar a um outro culto onde Deus (por causa das emoções que a liturgia provoca) parece falar mais de perto. Há sempre gente disposta a lhe levar a uma igreja onde haja bênção (especialmente se for material) ou a comunicação do medo (para nós que já fomos libertos de todo terror).


Cuidado!!!!


Está com problemas financeiros? A Senna acumulou pastor! Vamos fazer um bolão na igreja? Com “tantos” milhões de dízimo construiremos uma nova igreja!!! (Este não é um exemplo, estas propostas já aconteceram diversas vezes no meu ministério!!)


Cuidado com as vozes, cuidado com as profetadas!!


Muito antes dessas coisas acontecerem, Samuel, ainda vivo, chamou atenção de Saul, por causa dos seus procedimentos!


1 Samuel 13:13 – O que você fez foi uma loucura! -respondeu Samuel. -Você não obedeceu à ordem do Eterno, o nosso Deus. Se tivesse obedecido, ele teria deixado que você e os seus descendentes governassem o povo de Israel para sempre.


1 Samuel 15:19 – Então por que é que você não obedeceu? Por que é que você teve pressa de ficar com as coisas do inimigo, fazendo assim uma coisa que para Deus é errada?


Saul deixou de ouvir a Samuel no tempo próprio, tendo sido pago um alto preço por isto. Agora, queria escutar seus conselhos, estando ele morto.


Existe uma história muito similar contada por Jesus: Lucas 16:27-31


“Ele respondeu: ‘Então eu te suplico, pai: manda Lázaro ir à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos. Deixa que ele os avise, a fim de que eles não venham também para este lugar de tormento’. “Abraão respondeu: ‘Eles têm Moisés e os Profetas; que os ouçam’. ” ‘Não, pai Abraão’, disse ele, ‘mas se alguém dentre os mortos fosse até eles, eles se arrependeriam.’ “Abraão respondeu: ‘Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco se deixarão convencer, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos’ “.


Hoje os meios são: a igreja, por suas vozes (pregador, professor, conselheiro). Sonhos e profecias são coisas excepcionais, quando essas falham. No entanto, tendemos a nos comportar como se Deus falhasse sempre (e sempre queremos essas formas de comunicação).


Deus pode usar pessoas e situações estranhas para nos advertir. Ele usou uma jumenta, no caso de Balaão, por exemplo (Números 22:28). Normalmente, ele usa outras pessoas.


Ouça o que Deus está lhe falando hoje:


“Busquem o SENHOR enquanto é possível achá-lo;clamem por ele enquanto está perto.” Isaías 55:6


Este é o tempo, esta é a hora, depois… É depois..


Deus está te falando com esta Palavra, na Bíblia, na Pregação, através de livros, vidas, família. Tome a decisão de mudança hoje, esta é a hora.


Sei que você pode estar vivendo o momento de dizer: “Pai, tá demorando …”


Sei que esperar no momento é difícil, e não nos parece ser uma boa alternativa ficar esperando, eu sei bem o quanto isto é difícil. A cadeira fica dizendo, vai, saia pra fora, corra lá na rua, vá pra tal lugar. Mas, eu lhe aconselho, descanse no Senhor. Confie em Deus!


E, tenha certeza, esta é a Palavra de Deus, para mim neste momento, para você, para nós, este é o melhor caminho. Vamos ouvir e aplicar esta Palavra em nosso coração. Deus vai honrar nossa decisão de ouvir e esperar Nele.


Assim diz a Palavra do Senhor através de Jeremias:


Lamentações 3:24-25“A minha porção é o SENHOR; portanto, nele porei a minha esperança. O SENHOR é bom para com aqueles cuja esperança está nele, para com aqueles que o buscam”


Se Deus, aparentemente, está demorando para lhe atender hoje, siga a Palavra de Deus: Espere e Confie!


Vamos esperar em Deus? Aconteça o que acontecer?


Deuteronômio 33:26 “…, não há outro deus como o nosso Deus! Forte e majestoso, ele atravessa os céus e, montado sobre as nuvens, ele vem nos socorrer.”


Isaías 43:2 Quando você atravessar águas profundas, eu estarei ao seu lado, e você não se afogará. Quando passar pelo meio do fogo, as chamas não o queimarão.


Jeremias 1:8 Não tenha medo de ninguém, pois eu estarei com você para protegê-lo. Sou eu, o Deus Eterno, quem está falando.


Amém.




Fonte: Pr. Derville

quinta-feira, 21 de julho de 2011

O que o DINHEIRO te dá?


O DINHEIRO DÁ ...

a cama, mas não o sono;


a comida, mas não o apetite;


o livro, mas não o conhecimento;


o luxo, mas não a beleza;


uma casa, mas não um lar;


um relógio, mas não o tempo;


uma posição, mas não o respeito;


as pessoas, mas não amigos;


o remédio, mas não a saúde;


a convivência, mas não o carinho;


a diversão, mas não a felicidade;


a Bíblia, mas não a fé;


e pode até garantir um lugar na igreja...


mas não no "céu".



Globo alimentando ódio a pastores

Mais um capítulo da novela "Os Gays e a Igreja".
Agora na GLOBO!

PLIM X PLIM


E eu achando que com protagonistas da qualidade deprimente de Sinta Malacraia, Jean Aeorowillys e Jair BOZOnaro o destino deste enredo era ser mais um dramalhão mexicano...

Pero que si, pero que no... Escapamos de um destino certo no SBT (logo depois da novela "Valadete, a feia") e já estamos na GLOBO!



Esta passando da hora dos pastores proporem ao congresso uma lei contra PASTORfobia!

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Ação e reação

Não posso ficar de fora.
Ação e reação, Eis a questão!
Divulguem....


Você não pode se fazer "ausente"
É hora de assumirmos as nossas responsabilidades!
Sejamos ATALAIA agora, ou agora,
não deixe pra depois
Esteja atento, veja o tamanho da ousadia gay,

Faça parte dos que divulgam este vídeo.

O STF e o conceito de entidade familiar

Amigos, transcrevo aqui uma postagem retirada do blog do Pr. Luciano Almeida, advogado, assessor Jurídico do Dep. Takayana, membro do Conselho Jurídico da CIEADEP, é um grande amigo, atualmente pastorea a AD do Bairro Aclimação aqui em Cascavel Pr.
Veja:

Como advogado, sinto-me no dever de realizar uma breve abordagem a respeito da decisão do Supremo Tribunal Federal - STF, no último dia 5 de maio, que considera como entidade familiar a união homoafetiva.

Para a Suprema Corte brasileira não há diferença entre a união heterossexual e a união homossexual. Por unanimidade (10 votos), os ministros do maior tribunal do país decidiram que a Constituição Federal é "intolerante" e "preconceituosa" ao limitar o conceito de entidade familiar.

Para que você entenda um pouco sobre o assunto, é necessário transcrever o que diz nossa Constituição Federal, em seu art. 226, § 3º:

"§ 3º - Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento."A Lei nº 9.278/1996 regulamentou esse dispositivo constitucional e assim dispôs em seu art. 1º:"Art. 1º É reconhecida como entidade familiar a convivência duradoura, pública e contínua, de um homem e uma mulher, estabelecida com objetivo de constituição de família."Em nenhum momento nossos legisladores deixaram dúvida de que a entidade familiar é constituída por um homem e uma mulher. Aos olhos da lei, portanto, somente homem e mulher podem formar uma família.Deixando de lado a função típica judicante (para decidir e interpretar as leis), o STF, historicamente, contrariou a interpretação literal e gramatical das normas citadas, admitindo como entidade familiar o casamento gay. Em meu sentir, usurparam a função legislativa.Nem tudo o que é legal é moral (pois o conceito de moral é subjetivo), porém no caso da decisão do Supremo, houve inequívoca violação da Constituição e da Lei que a regulamentou (no ponto em questão), tornando a decisão inconstitucional e ilegal.


Deveriam os ministros do STF candidatarem-se aos cargos de deputado e/ou senador para alterar o texto da lei. De todas as formas, não concordaríamos com a ampliação do conceito de entidade familiar, todavia haveria ao menos a legalidade da medida.

Nossos conceitos e valores morais originam da Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus, que é explícita ao admitir somente a união heterossexual, entre um um homem e uma mulher (Gn 1.28, 2.23-24; Mt 19.5; Ef 5.31), abominando a união homossexual (Rm 1.24-32; I Co 6.9).

Os conceitos e valores dos ministros do STF, de outro lado, são derivados de conceitos humanistas e dos valores sócio-culturais deste século, cujo príncipe e dominador todos sabemos quem é - Satanás.

Não era necessária, todavia, a ampliação do conceito de família para resguardar direitos de herança, planos de saúde, seguro DPVAT, pensão e outros direitos civis. Entender os casais gays como entidades familiares fatalmente ensejará também no direito à adoção de crianças, efeito nefasto e incálculável para a sociedade.

Particularmente, não tenho esperanças quanto ao caminho da humanidade, pois são muitas as profecias de apostasia para os últimos tempos.

Só a Igreja é capaz de manter os valores éticos ensinados por Deus. Não espere nada de outras entidades, sobretudo dos poderes constituídos como o Judiciário.

Sem dúvida esta será apenas mais uma dentre outras medidas institucionalizadoras do pecado que veremos enquanto Jesus não volta para arrebatar a sua Igreja.

"QUEM É INJUSTO, FAÇA INJUSTIÇA AINDA; E QUEM ESTÁ SUJO, SUJE-SE AINDA; E QUEM É JUSTO FAÇA JUSTIÇA AINDA; E QUEM É SANTO, SEJA SANTIFICADO AINDA" (Ap 22.11)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...