segunda-feira, 16 de julho de 2012

Ministro filiado a CGADB pede a Mesa Diretora desligamento do pastor Samuel Câmara

Ministro acusa Pastor Câmara de conduta irregular durante 5ª AGE realizada em Maceió (AL)


 Pastor Samuel Câmara Presidente da AD em Belém (PA)
e da CIMADB Convenção da Igreja Mãe das ADs no Brasil



Alegando “conduta irregular” o pastor Davidson Gomes Vieira (SP)  pediu que a Mesa Diretora da Convenção Geral (CGADB) instaure um  processo contra o pastor Samuel Câmara,  que pode culminar com  o seu desligamento da Convenção.

Pastor Davidson que é advogado pediu o desligamento de Samuel Câmara expondo que na ultima AGE ocorrida em Alagoas, no mês passado, ele incitou pastores a tumultuarem  a assembléia visando “ desestrurar e desestabilizar a união dos membros da CGADB a união da comunidade evangélica” explica o pastor.

O documento foi protocolado na Mesa Diretora e agora será apreciado pelos seus membros.

Leia matéria completa com cópia da representação feita pelo ministro contra o líder da AD em Belém (PA) em seu próprio blog. Clique aqui

Pastor Samuel Câmara é o pastor presidente da Assembleia de Deus em Belém (PA), primeira AD do Brasil, conhecida como Igreja-Mãe; presidente da Rede de Televisão Boas Novas e presidente da CIMADB - Convenção da Igreja Mãe das Assembleias de Deus no Brasil. O líder foi candidato a presidente da CGADB em 2005, 2007 e 2009, porém não foi eleito tendo ficado em segundo lugar.

Fonte: Blog do Pr. Davidson Gomes
Blog Diario da Fé

7 comentários:

Eliseu Antonio Gomes disse...

Caro PR. Jairo Elin.

Acredito que a CGADB não representa mais as lideranças evangélicas brasileiras da Assembleia de Deus. Então, da minha parte, eu gostaria que o Pr. Samuel Câmara tivesse se desligado dessa instituição na mesma data que o Pr. Silas Malafaia. Seria importante para ele e para toda a igreja que fizesse isso naquela ocasião.

E.A.G.

Pr.Daniel S Acioli disse...

Meu nobre Pr. Jairo!

A Lei da semeadura de colheita funciona, são principios que quando desprezados cobram um preço muito caro!

Infelizmente vemos este pastor e outros mais cobrando uma posição da mesa diretora da CGADB, quanto ao comportamento de baderna adotado nas últimas assembleias, o estatuto é claro e definido!

Vamos aguardar o resultado disso!

É Inadmissivel um homem de Deus agir desta forma!

Pense você:"Dirigindo uma reunião de obreiros,ministério,pastores...e em dado momento levanta-se um grupo e começa a dar ordem unida, gritos, agressões verbais e afins?"

Isto tem que acabar!

Quem justifica isso, está longe dos principios biblicos!

Um abraço!

Pr. Daniel S Acioli

Anônimo disse...

Resposta ao pr. Daniel Aciole:

M eu caro pastor, vejo nos seus escritos sobre episódio, sinceridade de coração juntamente com uma grande ingenuidade!!! querido Aciole, as ações de Samuel, apesar de serem incorretas, são apenas uma reação as atitudes totalmente ditatoriais do presidente da CGADB.
Por isso eu concluo que o culpado de tudo isso é o pr. José Welligton que não quer largar o poder de jeito nenhum.

Pr. jaime -SP

Anônimo disse...

Resposta ao pr. Daniel Aciole:

M eu caro pastor, vejo nos seus escritos sobre episódio, sinceridade de coração juntamente com uma grande ingenuidade!!! querido Aciole, as ações de Samuel, apesar de serem incorretas, são apenas uma reação as atitudes totalmente ditatoriais do presidente da CGADB.
Por isso eu concluo que o culpado de tudo isso é o pr. José Welligton que não quer largar o poder de jeito nenhum.

Pr. jaime -SP

Pr.Daniel S Acioli disse...

Com amor e carinho ao Pr. Jaime!

É realmente meio engraçado quando encontramos alguém que é totalmente ingênuo a respeito de certas coisas.

Nós costumamos dar uma risadinha quando vemos tal inocência, e podemos até tirar sarro da pessoa.

Mas mesmo que ser ingênuo possa ser meio bobo às vezes, nem sempre é ruim.

Há algumas coisas sobre as quais precisamos ser ingênuos, principalmente se somos cristãos.

O apóstolo Paulo encorajou, “e quero que sejais sábios para o bem e símplices para o mal” Rm 16:19.

Ele quer dizer através desta advertência que precisamos ser sábios e experientes nas coisas que são boas; mas quanto a nossa experiência prática com o mal, precisamos ser os mais ingênuos possíveis.

E certamente não há nada de errado com isto!

Por que é que tantos de nós temos que ter a experiência própria – principalmente em relação ao mal?

Por que não podemos ser sábios o suficiente para aprender das más experiências dos outros?

Não precisa experimentar álcool ou drogas ou a imoralidade sexual para saber como são terríveis estas coisas!

Sabemos de como são más estas coisas apenas ouvindo a Palavra de Deus e as experiências dos outros que não tiveram a sabedoria suficiente de evitar estes males.

Vamos aprender a nos satisfazer com a nossa própria inocência, e a odiar aquilo que é mal Rm 12:9!

Vamos nos alegrar quando somos inocentes em relação a experiência no pecado.

Não há nada de que nos envergonhar nisso!

É na verdade o caminho sábio a seguir!

Escolher o caminho mundano sobre a experiência prática e a instrução divina é escolher o caminho que leva à auto-destruição!

Reflitamos sobre isso e decidamos ser ingênuos!

Meu sentimento é:Até quando veremos estas balburdias, badernas entre nós?

Eliseu Antonio Gomes disse...

Caro
.
Caro Pr. Jairo Elin e participantes deste espaço de comentários.

Pastores se comportando igual aos políticos seculares? Isso é muito feio e vergonhoso.

O povo agregado à denominação Assembleia de Deus frequenta templos semanalmente, comparece em milhares de congregações espalhadas pelo Brasil, com o objetivo de adorar a Deus e confraternizar-se com seus irmãos em Cristo. Esse povo não se interessa por política eclesiástica. Os membros da denominação Assembleia de Deus pouco se importam com os rumos da Convenção Geral da Assembleia de Deus (CGADB), que é apenas uma instituição de pastores – que há muito tempo perdeu seu objetivo principal, que era incentivar a unidade e promover missões evangélicas.

A grande maioria de assembleianos brasileiros é composta por pessoas que não é amiga e nem inimiga de José Wellington Bezerra da Costa e de Samuel Câmara. Simplesmente são pessoas não amigas, indiferentes aos seus posicionamentos políticos-eclesiásticos na CGADB. Esses dois pastores são gentes desconhecidas dos assembleianos. Ambos não fazem parte do cotidiano das igrejas em nível nacional, não estão inseridos no cotidiano de congregações localizadas em vilarejos simples, bairros de faixas socioeconômicas pobres e classe média. Os dois transitam nas respectivas igrejas-sedes, que pastoreiam, e a maior parte do povo assembleiano não frequenta esses locais.

Caso haja uma divisão entre José Wellington e Samuel Câmara, ela ocorrerá na instituição CGADB. É preciso deixar sempre claro que a CGADB não é a denominação Igreja Assembleia de Deus. O afastamento deles não mudará a vida dos cristãos assembleianos, pois o fato não faz parte da vida diária da Assembleia de Deus, é coisa à parte.

Abraço.

E.A.G.
http://belverede.bogspot.com.br

António Jesus Batalha disse...

Meus amigos irmãos, passei pela net visitando vários blogs, e passei pelo seu lindo e excelente blog, não li muito mas o suficiente para ver que pelas suas palavras aqui expressas, é um ser que ama o mesmo Deus, e que deseja servi-lo e honra-lo, e isso para mim é mais que motivo de alegria. Quero deixar-lhe um convite: Mas faça-o só se desejar, se não estiver interessado pode deletar meu comentário que não fico chateado. Se deseja fazer parte do blog. O Peregrino e servo. Decerto que irei seguir também seu blog, não sou das pessoas que dizem que vão seguir e depois não seguem. Também peço desculpa se por acaso deixar mais do que um comentário. Obrigado pela atenção.
Antonio Batalha.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...