quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Entrevitsta no Blog Terceira Via


O pastor Jairo Elin Gollman tem uma longa folha de serviços prestados à Assembleia de Deus. Entre 1996 e 2005 serviu ao Senhor em Mato Grosso, onde exerceu o diaconato e o presbiterato até a sua ordenação como evangelista pela COMADEMAT. Durante o período foi líder de jovens, coordenador de evangelismo, secretário e 2° tesoureiro da AD em Canarana, secretário de missões na mesma igreja e região até mudar-se para o Paraná no ano de 2006, onde teve o ministério de evangelista reconhecido pela CIEADEP em 2007. Vinculado à AD de Cascavel, coordenou os jovens e o evangelismo até assumir em 2010 o pastorado da congregação Jd. Esmeralda e ter o seu ministério pastoral reconhecido pela mesma convenção neste ano. Além de ser membro da Comissão de Avaliação Ministerial do campo, é monitor da EETAD no templo-sede em Cascavel e monitor do IBADEP na congregação que dirige. É membro da CIEADEP sob o número 2463 e da CGADB sob o número 37019.

De que forma o irmão tomou conhecimento da Terceira Via na CGADB?
Tive conhecimento através da web, por meio de blogs, entre eles o pointrhema e o do pastor Geremias do Couto.

O irmão considera essa alternativa viável aos prováveis candidatos que se encontram, hoje, polarizados?
Acredito, sim, nessa alternativa, pois é salutar haver opções, posicionamentos, ideias, atitudes, favorecendo assim a escolha para a melhor direção da CGADB.

Como tem sido a repercussão da Terceira Via entre os pastores do seu Estado?
Aqui no Paraná ainda é pequena a repercussão, até o momento, porém, ao trocar ideias com ministros se percebe o claro incômodo pela polarização atual.

Mesmo sem citá-los, o irmão considera que temos bons nomes em nossa CGADB que podem bem representar essa Terceira Via?
Com certeza. Temos nomes em totais condições de bem representar a Terceira Via.

Por que a Terceira via seria importante no atual momento da história de nossa CGADB?

Em minha opinião, o que há hoje é um domínio que não tem contribuído com o crescimento em todos os âmbitos da CGADB, tendo ainda uma série de fatos que denigrem a imagem da CGADB. Por outro lado, temos alguém que tem a ânsia do poder, mas suas atitudes nos mostram que também não tem como fazer progressos na CGADB.

De que maneira a Terceira Via poderia ser divulgada em seu Estado?
Creio ser interessante ter algum representante para participar das reuniões nas regiões eclesiásticas, com material informativo, com envio de cartas e, claro, pela web, enviando emails aos ministros devidamente credenciados na CIEADEP - Convenção das Igrejas Evangélicas Assembleia de Deus do Paraná.

Que propostas o irmão gostaria que a Terceira Via defendesse para a CGADB?
Creio que muitas propostas têm sido apresentadas, muitas delas bem fundamentadas nas realidades da CGADB, mesmo assim deixo aqui a minha pequena contribuição:
1. Fortalecimento organizacional e espiritual da CGADB, analisando ministros e convenções de forma justa e imparcial, que solicitarem credenciamento junto à CGADB, obedecendo o que rege o estatuto. Preservar também a sã doutrina e os bons costumes que pautaram a nossa querida Assembleia de Deus ao longo dos anos.
2. Rodízio na realização das Assembleias Gerais em cada região do nosso país.
3. Limitar a reeleição.
4. Análise detalhada em todas as áreas do candidato a qualquer cargo na CGADB.
5. Criar mecanismos para uma maior transparência nas atividades da CGADB.
6. Apoio a trabalhos de cunho evangelístico e de missões.

Fonte: Terceira Via na CGADB

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...