domingo, 18 de julho de 2010

O que dizer disso? Parte V


A Argentina na madrugada do dia 15, passou a ser o primeiro país da América Latina com uma lei federal que aprova o casamento entre pessoas do mesmo sexo, ou seja homossexuais.
Após uma sessão bastante extensao, foi aprovado a lei com 33 votos favoraveis e 27 contra, tendo ainda três abstenções, o Senado sancionou o projeto de lei apoiado pelo governo.
Com essa medida os homossexuais terão os mesmos direitos, responsabilidades e proteções legais dos casais heterossexuais no país.
A Câmara dos Deputados havia aprovado o projeto no mes de maio, apoiado pela presidente Cristina Kirchner.
A Igreja Católica argentina e vários grupos evangélicos organizaram uma forte campanha contra o projeto de lei, entre os atos contrario foi realizado uma manifestação com cerca de 60 mil pessoas em frente ao Congresso.
Nove casais homossexuais já conseguiram se casar na Argentina após convencerem juízes de que a igualdade prevista na Constituição se aplica neste caso, mas algumas dessas uniões logo foram invalidadas.
Fora do Congresso, manifestantes a favor e contra a lei fizeram vigília durante a noite, apesar do frio do inverno naquele país.
No final o grupo favoravel a lei comemorou de forma entusiasmada a aprovação da lei.


Um dia depois da lei aprovada uma juíza de paz, se promunciou e disse que não fará casamento homossexual.

"Que me acusem do que quiser. Deus me diz uma coisa e eu vou obedecer com todo rigor, mesmo que custe meu cargo, e mesmo que me custe a vida", afirmou Marta Covella, juíza de paz da cidade de General Pico.

"Fui criada lendo a Bíblia e sei o que Deus pensa. Deus ama a todos, mas não aprova as coisas ruins que as pessoas fazem. E uma relação entre homossexuais é uma coisa ruim diante dos olhos de Deus", assinalou ainda.

Com a aprovação da lei será feita uma reforma no Código Civil mudando a fórmula de "marido e mulher" pelo termo "contraentes" onde se prevê igualar os direitos dos casais homossexuais com os dos heterossexuais, incluindo os direitos de adoção, herança e benefícios sociais.


Realmente estamos na ultima hora, sabemos que a tendencia é de piroar, porém podemos orar para que essa lei infame não venha ser aprovada no Brasil.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...