sábado, 20 de fevereiro de 2010

EBD - Lição 08


A Lição 8, do 1º trimestre de 2010, tratará sobre o tema "Exortação à Santificação". Temos aqui uma boa oportunidade para entender biblicamente este assunto tão importante para a igreja.

PLANO DE AULA

1. OBJETIVOS DA LIÇÃO

-Compreender a doutrina da santificação na perspectiva bíblica.
-Conscientizar-se da necessidade de buscar a santificação .
-Entender que a santificação precisar ser concebida integralmente.

2. CONTEÚDO

Texto Bíblico: 2 Co 6.14-18; 7.1,8-10


O QUE É SANTIFICAÇÃO?

O termo santificação, do grego hagiasmos, "é usado para aludir a: (a) a separação para Deus (1 Co 1.30; 2 Ts 2.13; 1 Pe 1.2); (b) o curso de vida adequado aos que assim são separados (1 Ts 4.3, 4, 7; Rm 6.19, 22; 1 Tm 2.15; Hb 12.14). 'A santificação é a relação com Deus na qual os homens entram pela fé em Cristo (At 26.18; 1 Co 6.11), e à qual o seu direito exclusivo é a morte de Cristo (Ef 5.25, 26; Cl 1.22; Hb 10.10, 29; 13.12). A santificação também é usada no Novo Testamento para se referir à separação do crente das coisas e maneiras más. Esta santificação é a vontade de Deus para o crente (1 Ts 4.3), e o Seu propósito em chamá-lo pelo Evangelho (1 Ts 4.7); tem de ser aprendida da parte de Deus (1 Ts 4.4), conforme Ele a ensina pela Palavra (Jo 17.17, 19; cf. Sl 17.4; Sl 119.9), e deve ser procurada pelo crente, ávida e constantemente (1 Tm 2.15; Hb 12.14). Quanto ao caráter santo, hagiosune (1 Ts 3.13), não é vicário, ou seja, a santificação não pode ser transferida ou imputada, trata-se de possessão individual, construída, pouco a pouco, em resultado de obedecer a Palavra de Deus e de seguir o exemplo de Cristo (Mt 11.29; Jo 13.15; Ef 4.20; Fp 2.5), no poder do Espírito Santo (Rm 8.13; Ef 3.16)." (DICIONÁRIO VINE, 2003, p. 969, CPAD).

SANTIFICAÇÃO E ATITUDE EXTERIOR

Ao contrário do que muitos falam, a santificação não é algo apenas de caráter interior. O cristão deve manifestar uma vida santa em toda a sua maneira de viver:

"Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância; pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo." (1 Pe 1.14-16, ARA)

Vestir, falar, olhar, tratar, conversar, trabalhar, estudar, passear, sorrir, cantar, negociar, navegar (na internet), blogar, namorar e casar são alguns dos vários aspectos da nossa vida que precisam ser regidos pela Palavra de Deus, para que em tudo procuremos viver diante Dele em santidade.

SANTIFICAÇÃO E ATITUDE INTERIOR

Os escribas e fariseus, apesar da boa intenção, do zelo e da sinceridade de muitos deles, erraram quando deram muitas ênfase aos aspectos exteriores da santificação, negligenciado as motivações, as intenções e outros elementos da vida interior:

"Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque limpais o exterior do copo e do prato, mas estes, por dentro, estão cheios de rapina e intemperança! Fariseu cego, limpa primeiro o interior do copo, para que também o seu exterior fique limpo! Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que, por fora, se mostram belos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia! Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas, por dentro, estais cheios de hipocrisia e de iniquidade." (Mt 23.25-28)

O texto acima nos revela que a santificação interior deve preceder a exterior, mas, esta última não pode ser negligenciada, além de ser um aspecto visível, natural e concreto da primeira.

SANTIFICAÇÃO INTEGRAL

A busca e manutençaõ de uma santificação integral é exortada em 1 Ts 5.23:

"O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo."

Perceba que na santificação há opração divina (o mesmo Deus da paz vos santifique em tudo) e humana (tornai-vos santos vós mesmos).

AS CONTRADIÇÕES DA SANTIFICAÇÃO

É exatamente pelo fato de negligenciar o aspecto exterior e interior da santificação, que muitos acabam assumindo uma postura e um discurso contraditório. Dessa forma:

- Vestem-se como santos, mas pensam como ímpios;
- Falam e pregam como santos, mas são incapazes de perdoar ou de buscar a reconciliação com os seus ofensores;
- Oram como santos, mas, na mesma proporção falam da vida alheia com fofocas infundadas;
- Cantam como santos, mas são insubmissos aos pastores e líderes;
- Reunem-se como santos, mas são facciosos e contenciosos.

Essa lista poderia ser maior, mas deixo para você em sua aula aumentá-la.

O cristão que vivencia essas contradições deve procurar mudar de atitude, mediante a "tristeza segundo Deus", que irá gerar arrpendimento para a salvação (2 Co 7.10).

3. MÉTODOS E ESTRATÉGIAS DE ENSINO

Eis aqui mais uma boa oportunidade para uma aula bastante participativa. Inicie perguntando para classe o que ele acham que é "santificação". Se tiver um quadro, um álbum seriado ou qualquer outro recurso de escrita disponível, faça uma lista das respostas dadas. Em seguida, numa aula bastante dialógica, organize as idéias dos alunos e acrescente novos saberes. Lembre-se que o objetivo maior da aula é fazer com que os novos "saberes" se transformem em "fazeres", ou seja, transformar conhecimento em atitude prática, em vida cristã autêntica.

4. RECURSOS DIDÁTICOS
Quadro, cartolina, pincel ou giz, etc.

5. SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS
- Bíblia de Estudo Pentecostal, CPAD.
- Bíblia de Estudo Almeida, SBB.
- Dicionário VINE, CPAD.

Boa Aula!

Fonte: Blog do Pastor Altair Germano

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...